free stats


     
 

Publicidade:


Foxkeh
Melhor visualizado
com Firefox 3.0
e 1024x768


Contato:
pcezar87@gmail.com

Comunidade Luz Vermelha
Os perdedores:
Lun�tico
Monstro de escuridão e rutilância, foi replicado a partir dos restos de sêmen de uma iguana presentes em ranhuras duma rocha antiga encontrada no Golfo do México. Responsável pela produção caseira atual do jogo PONG, programa com sua sapiência símia altas coisas. Decorador nas horas vagas. Tipo, ele faz o design do blog.
N�voa
Hippie e sujo, trabalha como vassoura humana para garantir seu angu no final do dia. Voou pelo mundo no seu tapete mágico defendo idéias como beat e vorticismo. Só sabe tocar Hurricane do Bob Dylan, e estranhamente, expele fumaça roxa ao fumar, por isso, o apelido.
Larica
Garoto maconheiro e pederasta, nasceu caolho. Usa um tapa-olho. Perdeu a perna durante intercurso na antiga União Soviética com um Urso Pardo. Atualmente vive de esmola no centro de São Paulo.
Death Nails
Tocador de zabumba eletrônica, mora com seu rato de estimação, Lester e uma réplica em tamanho real da tartaruga ninja Leonardo. Tipo sanguíneo: C+. Gosta de caminhar na praia com uma cabeça de bode e é satanista, oh maldito.

Histórico:


Jabá:

Estatísticas

Agradecimentos:



Design por Lunatico

 
     
 
 
Inscreva-se no Luz Vermelha
 
     

Frase Aleatória:

quarta-feira, setembro 05, 2007
87

 
Estou apenas anunciando 2 artistas obscurecidos pelo passar dos anos:
Jards Macalé e Terry Reid

Baixem coisas deles, que vale a pena. O Jards Macalé é um cara pirado, inteligente, contemporâneo de Caê e da Tropicália. O legal do som dele é que não é tão "Beatles" quanto os Mutantes ou o próprio Caetano Veloso daquela época, nem tão "raiz" quanto o Gilberto Gil. Ele tem o "suíngue", é divertido. "Farinha do Desprezo" e "Farrapo Humano" são altamnete recomendáveis no disco de estréia do cara. Vai sem medo, não tem o Keith Emerson com as bolas saltando da calça na capa do disco.
Infelizmente, Jards Macalé é mais conhecido pela versão original de "Vapor Barato", da grandiosíssima excrescência musical, também conhecida como "O Rappa", autores de refrões dignos de nota como "o o o o o mái bró-dÊr"

O Terry Reid é um cara desconhecido, só baixem pra saber quem o Jimmy Page cogitou pra encarar os vocais do Led Zeppelin antes do Robert Plant e do Steve Marriott. Ah, e que foi burro o suficiente pra recusar. O CD que eu baixei dele é "Superlungs" e o destaque é provavelmente a faixa quase homônima, "Superlungs, my supergirl".O nome é gay, mas a música é legal. Ah, e tem uma versão bem legal e até meio inovadora de "Highway 61 Revisited", do Bob Dylan. Pro azar do Terry Reid, o Johnny Winter já botou as outras versões dessa música no chinelo, assim como "Jumpin' Jack Flash", "Johnny B. Goode"... a parte ruim é que essa versão do Terry Reid emenda com uma músicanão ruim, mas bem inferior e que meio que brocha o clima original da canção. Pena.

Eu sei, "que merda de póste foi esse?"...pois é, é pra, juntamente com oo camarada do último póste desenterrar o blog do lixo. Esse não acaba por falta de assunto! Se é o pro mal geral da nação, ficamos. Né?

Expelido por: névoa às 20:05
|



Layout por lunatico - Luz Vermelha 2009