free stats


     
 

Publicidade:


Foxkeh
Melhor visualizado
com Firefox 3.0
e 1024x768


Contato:
pcezar87@gmail.com

Comunidade Luz Vermelha
Os perdedores:
Lun�tico
Monstro de escuridão e rutilância, foi replicado a partir dos restos de sêmen de uma iguana presentes em ranhuras duma rocha antiga encontrada no Golfo do México. Responsável pela produção caseira atual do jogo PONG, programa com sua sapiência símia altas coisas. Decorador nas horas vagas. Tipo, ele faz o design do blog.
N�voa
Hippie e sujo, trabalha como vassoura humana para garantir seu angu no final do dia. Voou pelo mundo no seu tapete mágico defendo idéias como beat e vorticismo. Só sabe tocar Hurricane do Bob Dylan, e estranhamente, expele fumaça roxa ao fumar, por isso, o apelido.
Larica
Garoto maconheiro e pederasta, nasceu caolho. Usa um tapa-olho. Perdeu a perna durante intercurso na antiga União Soviética com um Urso Pardo. Atualmente vive de esmola no centro de São Paulo.
Death Nails
Tocador de zabumba eletrônica, mora com seu rato de estimação, Lester e uma réplica em tamanho real da tartaruga ninja Leonardo. Tipo sanguíneo: C+. Gosta de caminhar na praia com uma cabeça de bode e é satanista, oh maldito.

Histórico:


Jabá:

Estatísticas

Agradecimentos:



Design por Lunatico

 
     
 
 
Inscreva-se no Luz Vermelha
 
     

Frase Aleatória:

terça-feira, outubro 23, 2007
A triste história de Harold Sakata

 
Harold Sakata foi um ator não muito reconhecido. Estrelou alguns filmes do Bruce Lee e fez a memorável atuação como Oddjob em 007: Goldfinger. Mas ninguém conhece seus antepassados tristonhos.
Apesar dos olhos puxados e do sobrenome, a criança gorducha não veio de algum pais esquecido do leste asiático, mas sim de uma ilha no meio do pacífico, chamada Havaí.
Seu pai era o grande Kahuna (rei do surf). Ele passou vários anos tentando ensinar seu filho a surfar, mas mesmo seu pai sendo o maior surfista da região, seus esforços foram inúteis. Seu filho era tão "grande" que não cabia na prancha.
Seus amigos todos zombavam dele com aqueles clássicos apelidos: "Rolha de poço, gorducho, free willy, soufflé de gordura e chupeta de baleia..."
Ele ficava muito puto, e geralmente espancava todos os garotos que o xingavam. Seu pai, percebendo que ele era muito zoado pela seus atributos, lhe deu um pequeno presente. Um chapéu que tinha sido do seu bisavó. Esse chapéu tinha uma lâmina de diamante. Corta quase tudo. Então sempre que algum garoto zoava ele, ele já sacava seu chapéu e atirava na pessoa. Muitas pessoas perderam braços e pernas. Mas como as leis do Havaí protegem os obesos, ele se livrou de muitos processos. Quando ele fez 18 anos, ele pegou o primeiro navio para Los Angeles.
Lá nos anos 50, ele já estava sem emprego e jogado na sarjeta. Mal sabia ele que aquele era seu dia de sorte. Enquanto ele estava lá, jogado, um grande músico que estava começando. Era Elvis Presley. Ele então, com seu chapéu cortante começou a fazer a proteção nos show de Elvis.

Harold salvando a vida de Elvis quando uma fã estava a ponto de pular em seu pescoço.

Depois disso a carreira de Harold viria a estourar. Ele fez a proteção para vários artistas, como Led Zeppelin, The Who e Pink Floyd. Existe aquele episódio que comentam, no qual Keith Moon arremessou o prato no meio do público causando sérios danos a uma fã. Na verdade ele aprendeu essa técnica com Sakata.
Numa viagem à Inglaterra, ele conheceu Ian Fleming, o escritor das novelas do 007 quando ele estava sendo perseguido por um Hoolingan e Sakata usou seu chapéu para salvá-lo. Então ele colocou-o num de seus livros, como Oddjob. O Goldfinger. Ele então perguntou se ele não gostaria de fazer o papel no cinema. Então senhor Sakata aceitou.

Depois disso vieram os excessos. Após o seus estouro como Oddjob, Harold começou a se drogar com pó de coco, uma droga muito comum nos becos de Honolulu. Então ele com a bola toda, foi para o fundo do poço. Vendeu todos os seus bens para continuar seu vício com o coco. Quando percebeu não sobrava mais nada no seu corpo a não ser banha, restos de coco e seu chapéu. Ele então só via duas saidas. Morrer tragicamente. Ou vender o chapéu de seu avô. E foi o que ele fez. Vendeu o único bem que lhe restava, e com esse dinheiro tentou uma vida mais pacata. Voltou para sua cidade natal, Honolulu. Quando seu pai, aogra com 80 anos, viu seu filho seu o chapéu e lhe perguntou o que aconteceu. Ele disse que o vendeu para uma loja de penhores.

Seu pai nunca mais falou com ele. Ele triste e destruído com a própria vida, resolveu optar pelo suicídio. Ele pulou do mais alto edifício de Honolulu (três andares) e entrou num coma profundo, o qual ficou por mais 30 anos, quando morreu naturalmente.

Mas seu legado continua sempre que assistimos 007 contra Goldfinger.
Ninguém vai esquecer de Harold "Oddjob" Sakata. O gorducho com chapéu que corta até ouro...

Marcadores:

Expelido por: lunatico87 às 18:10
|



Layout por lunatico - Luz Vermelha 2009